quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Novinha da coxa grossa - Parte 1



De volta após uns anos longe do blog, vou contar logo o conto da novinha das coxas grossas. 18 aninhos tinha ela, 1,60 de altura, cabelos loiros, uma delicinha. Fiquei vislumbrado quando a vi pela primeira vez. Estava ela na faculdade, no seu primeiro ano de estudo, caloura, sem conhecer muita gente, fui logo me apresentando. Primeira festa que teve, as famosas calouradas, não perdi a oportunidade e já cheguei junto, não podia perder a chance. Ao longo da noite na festa, bebida vai, bebida vem, acabamos ficando e no fim levei ela pra casa. Ela morava em república com mais duas amigas que ainda não haviam chegado. Ficamos nos agarrando na porta da casa mas o calor da pegação foi tanto que ela acabou cedendo e me levando para seu quarto. Aquela baixinha com as coxas grossas realmente era deliciosa. Estava de mini saia realçando ainda mais suas belas coxas. No quarto já fui logo tirando a blusa e abocanhando seus peitos durinhos de tesão. Meu pau já estava duro fazia tempo, peguei na mão dela e coloquei pra sentir o que estava dentro da minha cueca. Ela apertou de um jeito tão gostoso que já fui tirando minha calça naquele momento. Enquanto ainda alternava entre chupões e mordidas nos peitos durinhos ela punhetava lentamente meu pau que latejava de tanto tesão. Estava desejando muito aquelas coxas, joguei ela na cama e fiquei alisando suas pernas subindo lentamente e sentindo cada pedacinho daquelas coxas até chegar na sua bucetinha. Como estava quente aquela bucetinha, senti o calor dela por cima da calcinha. Arranquei aquela minúscula saia e percebi que minúscula mesmo era sua calcinha branca. Naquela pegação já não estava me aguentando de tanto tesão, tirei aquela calcinha e chupei aquela linda bucetinha rosada, bem molhada naquele instante. Ela gemia enquanto eu enfiava a língua e dava leves sugadas naquele grelinho delicioso. Nesse momento ela me implorou pra que colocasse meu pau naquela buceta. Coloquei uma camisinha, abri as pernas dela em cima da cama e fui logo enfiando meu pau duro. Coloquei bem devagar pra que ela sentisse cada centímetro entrado, ela gemia de prazer. Alternava entre bombadas fortes e suaves. Enquanto isso ia apertando seus peitos e acariciando seus mamilos. Levantei suas pernas na minha frente pra que pudesse sentir aquelas coxas grossas encostando em mim enquanto enfiava ainda mais naquela buceta. Logo depois coloquei ela de ladinho, virada com a bunda, que também era grande pro meu lado pra poder foder ela por trás. Deixei que ela fizesse os movimentos de vai e vem. Ela rebolava e gemia cada vez mais. Nesse momento percebi que ela estava quase gozando, pedi pra que ela subisse em cima de mim e cavalgasse no meu pau, que queria gozar juntinho com ela. Ela subiu no meu colo e foi deslizando sobre meu pau. Estava ensopada aquela bucetinha rosada. Não conseguia parar de olhar aquelas coxas. Ela cavalgava e rebolava cada vez mais rápido, foi aí que ela deu um grito bem forte e eu não segurando gozamos juntos naquela hora. Foi delicioso esse momento, fiquei com o pau lá dentro até sair a última gota de porra de tão gostosa e quente que era aquela bucetinha, consegui sentir o calor mesmo usando camisinha. Depois disso fomos para o banheiro tomar um banho mas essa parte fica para o próximo conto. Novinha da coxa grossa parte 2. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados

Related Posts with Thumbnails